sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Neymar ou Ney (mau)?

Lamentável o destempero do Neymar, o tão idolatrado atacante do Santos, admirado também por todos no futebol brasileiro e até no futebol mundial, onde já despertou interesse em vários clubes do exterior, como o Chelsea.
Garoto novo, cheio da grana, muito futebol, mas tem muito ainda a aprender.
Tem que colocar a cabeça no lugar, ser acompanhado por um psicólogo. Não é porque tem grana suficiente e de sobra que pensa que vai destratar todo mundo.
Certíssimo o técnico Dorival Júnior, quando disse que ou a direção do Peixe dá uma suspensão de 15 dias ao garoto-problema ou ele (Dorival) está fora do Santos. 
O garoto foi maleducado e destratou o próprio treinador, na quarta-feira, no jogo contra o Atlético-GO, quando Dorival ordenou que Neymar não cobrasse o pênalti que originou o quarto gol santista, convertido por Marcel. O jovem atacante santista não gostou, começou a fazer firulas em campo, irritou os próprios companheiros e bateu boca com o treinador.

Tal atitude destemperada e malcriada do imaturo Neymar fez com que o técnico do Atlético-GO, Renê Simões, fizesse o seguinte comentário - excelente, por sinal:
"Estou extremamente decepcionado. Estou desde garoto no futebol e poucas vezes vi alguém tão mal-educado desportivamente. Sempre trabalhei com jovens e nunca vi nada assim. Está na hora de alguém educar esse rapaz, ou vamos criar um monstro. Estamos criando um monstro no futebol brasileiro."

Pois é. Se não tomar cuidado, Neymar vai se transformar em um monstro mesmo.
E como falou meu amigo Marcos Tchola: "Como diz o mineiro, puxando o R, o Neymar é mesmo Ney marrrrrrrrrr".
Lamentável!

Um comentário:

Luciano Arthur Paffer Padilha disse...

Se ele pegasse um zagueiro brabo alí, quebrava a perna fácil. Ele é um moleque, como você disse Nandinha, tem muito que aprender, as coisas não são bem assim, tem que ter humildade acima de tudo. Lamentável, estamos criando um monstro. Isso aí já é educação de CASA. Os pais também tem uma parcela de culpa