terça-feira, 14 de junho de 2016

CSA e CRB vão recorrer de punição do TJD-AL

As cenas de selvageria protagonizadas por torcedores de CSA e CRB após o jogo da decisão do título alagoano de 2016 renderam punições para os dois clubes. Na noite de segunda-feira, em julgamento realizado pela 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-AL), os clubes foram punidos com multa de R$ 5 mil e com a perda de mandos de campo.
Mandante do jogo, o CSA pegou cinco jogos com portões fechados; o CRB pegou quatro partidas com portões fechados.
A decisão cabe recurso e os clubes terão 72 horas fazê-lo junto ao Pleno do TJD-AL. Diante disso, Azulão e Galo devem se unir para tentar reverter essa penalidade.
O presidente do CRB, Marcos Barbosa, disse que vai recorrer. "Isso é uma vergonha. Se o CSA topasse, eu iria propor que nós não disputássemos o Alagoano do ano que vem", disse o mandatário regatiano, em entrevista à Rádio Gazeta. "Não é o presidente do CSA, nem o presidente do CRB que têm a responsabilidade de tomar conta da torcida”, emendou Barbosa.
O presidente do CSA, Rafael Tenório, reafirmou que seguirá o caminho de questionar a decisão do TJD-AL. “Nós vamos recorrer. Na minha visão, quem tinha a responsabilidade com a torcida era a polícia. Os cinco jogos de punição vão trazer um prejuízo enorme para todos nós”, disse Rafael Tenório.

Nenhum comentário: