terça-feira, 28 de setembro de 2010

É muito disse-me-disse!!!

A novela da negociação do atacante Júnior Viçosa ao Grêmio ainda rende.
Hoje, o nome do presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF), Gustavo Feijó, foi citado como um dos empresários que detêm 40% dos direitos federativos do jogador, adquiridos, na época, junto ao Igaci.
O cartola desmente, nega tudo e diz que os direitos do jogador foram comprados apenas pelo empresário Edson Ferreira, o Mão Furada, como é conhecido em Arapiraca.
Por outro lado, o presidente do ASA, Zé da Danco, que havia negado anteriormente, confirmou que a proposta e o interesse da Ability no jogador existiram realmente.
Por outro lado, também, ele disse que Viçosa foi emprestado ao clube gaúcho por três meses. Já matérias que pipocam na Internet dão conta que o jogador assinou com o clube por quatro anos.
Afinal, nessa onda toda do disse-me-disse, quem está falando a verdade?
Definitivamente, os dirigentes do futebol de Alagoas se perdem, cada vez mais, nas palavras que falam.
Lamentável!

Nenhum comentário: