domingo, 13 de março de 2011

E agora, FAF?

O texto abaixo foi extraído do blog do advogado e amigo Carlos Roberto (http://blogcarlosroberto.blogspot.com/), ex-vice jurídico do CRB.
Fala sobre as acusações do presidente do CRB, Marcos Barbosa, em entrevista à Rádio Jornal, neste sábado, detonando a Federação Alagoana de Futebol (FAF), dizendo que lá existe um complô para derrubar tanto o CRB como o CSA, neste Campeonato Alagoano.
Vale a pena dar uma lida e que cada um tire as suas conclusões.

Vejamos:

"É uma regra básica da nossa legislação. A parte que alegar algo contra alguém assume para si o ônus de provar as suas alegações.
Pois bem, foram graves as alegações deferidas pelo Presidente Executivo do Clube de Regatas Brasil, Marcos Barbosa, logo após a partida entre Coruripe e CSA, neste sábado, dia 12.03.2011, ao vivo, em entrevista ao jornalista Valmari Vilela, na Rádio Jornal.
Disse em alto e bom som o Presidente Executivo do CRB, para quem quisesse ouvir, que existe um complô dentro da Federação Alagoana de Futebol contra o CRB e o CSA, com o intuito de prejudicar os dois clubes dentro do campeonato alagoano.
Afirmou o Presidente que existem pelo menos três pessoas da direção da FAF envolvidas nesta perseguição ao CRB e CSA.
Afirmou também que esta manipulação visa beneficiar dois clubes para que eles sejam campeão e vice-campeão alagoanos (talvez para participarem da próxima Copa do Brasil) e que ele revelaria posteriormente o nome destes dois clubes.
Depois de ter ouvido integralmente a entrevista, eu, mais uma vez, fiquei a me perguntar: Porque as entidades desportivas alagoanas não se utilizam dos instrumentos jurídicos que lhes são oferecidos pela nossa legislação para denunciar e provar graves ilicitudes cometidas contra si?
Porque assuntos graves como estes ficam restritos ao mundo das resenhas esportivas?
Porque dias depois, quem acusou não prova e quem foi acusado não se defende?
As instituições, CRB, CSA e FAF tem obrigação de discutir assuntos como estes no meio jurídico, até para provar aos torcedores alagoanos o que realmente esta existindo nos bastidores do futebol.
Ao CRB e CSA caberia ingressar com ações contra a Federação Alagoana de Futebol para provar o que está alegando e pleitear punições e indenizações pelos danos sofridos.
A Federação Alagoana de Futebol, por sua vez, deveria ingressar com uma interpelação judicial contra as pessoas que fizeram as graves acusações que foram veiculadas na imprensa e assim se tornaram públicas.
Mas, o que me impressiona é que nenhuma das partes usa a Justiça para provar quem está certo e quem está praticando ilicitudes, se é que elas existem.
Qual é o objetivo de tais alardes, falsos ou não? Seria para moralizar o futebol alagoano ou para pressionar quem pratica a ilicitude para que não continue com tal procedimento, pelo menos contra aquele clube que berrou na imprensa?
Eu, como torcedor, valorizo a atitude do Presidente em defender ferrenhamente o CRB e enfrentar tudo e todos, mas acho que é o momento de provar o que realmente está acontecendo, e forma legal a na esfera correta (a justiça), para a moralização do nosso futebol.
Espero que este episódio não vire mais uma moeda de troca entre os clubes e a Federação.

Um comentário:

Luciano Arthur Paffer Padilha disse...

Eu sou regatiano doente, mas aquele lance foi pênalti claro. Agora, o CSA não vai cair por causa disso, o CSA vai cair por incompetência de sua diretoria e amadorismo. Toda semana chegava um jogador, foram vários treinadores que comandaram o CSA, o presidente colocando a culpa na arbitragem e viajando em momentos complicados. É como dizia o Emerson Júnior: "ano ímpar é assim mesmo".

E para completar, o presidente Marcos Barbosa diz que existe um esquema para derrubar o CRB e o CSA. Essa pula, presidente. Você quer procurar culpado para essa campanha ridícula que o CRB está fazendo. O CRB só não irá cair por causa do Ipanema. Qual planejamento foi feito para esse campeonato? Até parece que a FAF iria querer que CRB e CSA fossem rebaixados. E o prejuízo que eles iriam ter? E porque não ganhamos do Murici, Corinthians e Coruripe? O time do CRB é muito fraco. Dirigentes dizem que nenhum jogador dá certo no CRB por causa da pressão que é vestir a camisa do CRB. Eles não dão certo porque vêm lesionados, fora de forma, e com muito tempo sem jogar, às vezes até têm uma qualidade técnica, mas não cosegue desempenhar seu futebol por causa disso. Depois, recuperam sua forma física no CRB e são dispensados. Aí, esses jogadores se destacam nesses times. Como falaram em outro tópico, CRB = Centro de Recuperação de boleiros.No final do campeonato, eles vão falar que o CRB é falido e que não tem de onde pegar dinheiro. Quando começa o campeonato brasileiro, todos voltam novamente. Eles sabem que a torcida do CRB vai a todos jogos e sempre tem a renda que eles maquiam e coloca o dinheiro no bolso. E ainda dizem que é melhor fazer isso, se não a justiça toma o dinheiro. Eu prefiro que a justiça tome mesmo. Ao menos, o dinheiro serve para pagar as contas do clube. É melhor do que ir para o bolso desses "abnegados". Eles não irão largar o osso. Só vão sair de lá quando não tiver mais nada para tirar do clube e será a nossa vez de assumir o clube, mas pode ser tarde demais. Político com futebol nunca dará certo e sempre quem sofre com isso somos nós torcedores.

Presidente, você deveria era ter vergonha e não ficar querendo colocar culpa em arbitragem e inventando coisas. E muitos torcedores ainda acreditam na conversa desse político.