quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Associação dos torcedores do CSA - por onde anda?

Li agora no fórum de discussões do site www.futebolalagoano.com um tópico onde um torcedor pergunta por onde anda a Associação de Torcedores do CSA, criada, se não me engano em 2009, com ares de quem seria uma fiscalizadora do CSA, que iria apoiar o clube, iria ajudar, iria ser quase a redenção do Azulão do Mutange... iria ser isso, iria ser aquilo....
Pois bem, o torcedor que criou o tópico - Tyrone Alves - pergunta por onde anda a mesma.
Obteve muitas respostas, muito bla-bla-blá e o fato é: a associação realmente desapareceu, escafedeu-se???
Em um dos posts do tópcio que está no fórum, o ex-vice de Patrimônio do CSA Alírio Albuquerque que faz parte da associação até critica a mesma e diz que quem quiser pode retirá-lo de lá.
Eis o que Albuquerque escreveu:
"Eu sou da associação e concordo com que vc falou, pois nós da associação falávamos nos quadro quanto (sic) que não iríamos aceita (sic) mas (sic) nem um dirigente cai (sic) de pára-quedas lembram? tai (sic) dirigente que nem sócio era, agora não tem moral para fala (sic) nada. deste (sic) ja (sic) quem quiser mim (sic) fazer um favor de mim (sic) tira (sic) da associação eu agradeço".

Aí eu pergunto, esses desentendimentos de dirigentes e torcedores do CSA - via internet -, que já viraram rotina, são culpa da imprensa?? É a imprensa que tumultua e inventa?
NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, senhores!!!!
O clube está desunido, ninguém se entende.
O torcedor xinga, reclama, o presidente Jorge VI rebate, lamenta, emite notas... O torcedor não se conforma e volta a xingar, criticar...
Está tudo registrado no fórum para quem quiser ver. E não foi ninguém da imprensa quem escreveu os xingamentos, nem as respostas do Sexto, que já mostrou que está cansado das críticas, não aguenta mais e pede calma à torcida.
Enfim, esse é o clima no CSA e espero que esse clima não o leve de novo à Segundinha do Alagoano.

Um comentário:

Luciano Arthur Paffer Padilha disse...

Tudo indica que o CSA irá brigar novamente para não cair mais uma vez.