terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O Prêmio Brasileirão e suas gafes


Por UOL e Globoesporte.com


A cerimônia do Prêmio Craque Brasileirão, realizada no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, na noite desta segunda-feira, foi marcada por várias gafes que deixaram os três apresentadores do evento, os globais Luciano Huck, Glenda Kozlowski e Tiago Leifert, em situação embaraçosa. Houve muitas saias-justas.
Duas das falhas inusitadas chamaram mais atenção: o ‘sumiço’ do zagueiro Dedé e o constrangimento do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.
Dedé foi chamado para receber o Prêmio Craque da Galera. Os minutos se passaram... e nada de o zagueiro do Vasco aparecer. Depois, se descobriu que ele estava dando entrevista para o apresentador Galvão Bueno no programa Bem, Amigos.
Outro lance de constrangimento foi protagonizado pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que foi chamado para entregar o prêmio do melhor meio campo pela direita. Ele estava preparado para desempenhar o papel, exceto por um pequeno ‘detalhe’: não tinha o envelope contendo os nomes dos indicados. O político até tentou demonstrar não se incomodar com o fato e começou a falar do Santos, seu time de coração. Mas o estrago já estava feito.
Em outro momento de saia-justa, Luciano Huck soltou a seguinte pérola para o presidente da CBF, Ricardo Teixeira: "Senhor presidente, o senhor como apresentador é um grande dirigente". E Teixeira pareceu não gostar da brincadeira.


Mas, gafes à parte em um evento que teve como atrações musicais Nando Reis, Rogério Flausino (J Quest), Paula Fernandes, Zé Ramalho, Fernanda Abreu e Thiaguinho, a lista dos melhores foi a seguinte:
Craque do Brasileirão - Neymar (Santos), goleiro - Jefferson (Botafogo), zagueiros - Réver (atlético-MG) e Dedé (Vasco), volantes - Paulinho e Ralf (Corinthians), lateral-direito - Fagner (Vasco), lateral-esquerdo - Bruno Cortês (Botafogo), meias Diego Souza (Vasco) e Ronaldinho Gaúcho (Flamengo) e atacantes - Neymar (Santos) e Fred (Fluminense). 
Houve também premiação para melhor árbitro - Leandro Vuaden; melhor técnico - Ricardo Gomes e Cristóvão Borges (Vasco); revelação - Wellington Nem (Figueirense); e craque da galera - Dedé (Vasco), este que obteve 46% dos votos pela internet.
O técnico da seleção sub-20, Ney Franco, também foi premiado. O Tupi-MG, o Joinville-SC e a Portuguesa-SP, campeões das séries D, C e B, respectivamente, também foram homenageados, assim como o radialista Luiz Mendes e o ex-jogador Sócrates, que já faleceram.

Nenhum comentário: